Pesquisar este blog

domingo, 31 de maio de 2009

domingo, 17 de maio de 2009

Eros E Psiquê - Fernando Pessoa

Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada.

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa Adormecida,
Se espera, dormindo espera,
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado,
Ele dela é ignorado,
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora,

E, inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.

sábado, 16 de maio de 2009

Amor Quizumba

Embaça na janela fria
o amor
o amor que ás vezes passa

Amor de vidraça

Na luz âmbar das ruas
amor quizumba
que zomba

Amor,
Seta reta certeira
sangra, crava e passa
ás vezes fica.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Fatal

o charme
em X
das tuas pernas

cruzam meus olhos vadios

O Jornal

A trombeta de um galo querubim
anuncia o dia
jornal quentinho como pão
vidas crocantes
fermenta a massa em ebulição
nos classificados vendem-se corpos
na página policial
história do momento;
CRIME PASSIONAL !

Com pão o jornal digerido quente

todos os dias bebemos do sangue
e comemos do pão que o diabo amassou

terça-feira, 12 de maio de 2009

Deus Insone



Rastros riscos rabiscos

 quase espectro um trem pequenino

na espessa neblina onduladas do Himalaia

cilíndrico nem quebra o silêncio o rouco apito

será que existe? e se não for verdade?

é sonho rabiscado de um trem mal desenhado

que um deus insone insiste em desenhar

lá das montanhas do Nepal

e para não sonhar com o capeta...

Os cães ladram; e eu acho é tome!
lexotan, diazepam, gardenal.

para uma moça em preto e branco

até sem cores
te vejo
arco-íris